Subscreva a nossa loja e receba 10% desconto na primeira compra!         Portes grátis a partir de 50€

 

Envio até 48hrs úteis para Portugal Continental

Carrinho
Não existe produtos no carrinho.
0

Fim de Mercúrio Retrogrado – Desvendando o Mito da Retrogradação Planetária

Estamos no fim de mais um período de Mercúrio retrógrado, um fenômeno que frequentemente é cercado de mitos e interpretações equivocadas. Contrário ao que muitos acreditam, os planetas retrógrados não são nem bons nem maus. Não existe um julgamento de valor nisso; é importante entender que nada no universo anda para trás. A aparente retrogradação é, na verdade, uma ilusão de ótica.

A Ilusão de Ótica da Retrogradação

Imagine que você está em um carro, movendo-se em uma velocidade diferente daquele ao seu lado na estrada. Se o seu carro acelera, pode parecer que o outro carro está andando para trás, embora ambos estejam avançando. Este é o princípio físico por trás da retrogradação planetária observada da Terra — um efeito de perspectiva, nada mais.

Macrocosmos e Microcosmos: O Convite dos Céus

Na astrologia, essa perspectiva cósmica (macrocosmos) é espelhada em nossa experiência pessoal (microcosmos). Quando um planeta entra em movimento retrógrado, é comum interpretar isso como um convite para pausar e refletir. Por exemplo, quando Mercúrio está retrógrado, muitos temem que a comunicação falhe. No entanto, essa fase não indica que “não sabemos comunicar”, mas sim que é um período propício para revisão e reflexão sobre como comunicamos.

Os Planetas Retrógrados e Seus Efeitos

Diferentemente do Sol e da Lua, que nunca retrogradam, planetas como Mercúrio, Marte e Vênus passam por períodos retrógrados e são particularmente significativos porque afetam aspectos mais pessoais de nossa vida. Em latim, “retrogadus” significa andar para trás, uma metáfora para reconsiderar ou reavaliar as áreas que esses planetas influenciam no mapa astral.

Vivenciando as Estações Internas

Assim como a natureza cíclica das quatro estações do ano, a retrogradação nos lembra de estar em sintonia com nossas próprias “estações internas”. O ser humano muitas vezes resiste a mergulhar nessas fases internas de introspecção e mudança. Quando mais conectados estivermos à natureza e a seus ciclos, mais harmonizado será nosso movimento interno.

Oportunidades de Crescimento Durante a Retrogradação

Se no seu mapa natal um planeta retrógrado faz conjunção com outro planeta, pense nisso como uma oportunidade para revisitar e resolver questões não finalizadas. É como se o universo lhe desse uma segunda oportunidade para trabalhar e melhorar essas questões. Alinhar-se com essas conjunções, portanto, pode ser extremamente produtivo.

Reflexão e Ação Consciente

Ao invés de atribuir um significado negativo aos períodos de retrogradação, veja-os como momentos para desacelerar, refletir e alinhar suas ações com um ritmo mais natural e ponderado. Se Mercúrio retrógrado está fazendo um aspecto significativo em seu mapa natal, pode ser um momento ideal para tirar férias e realinhar-se, aproveitando para refletir sobre como você se comunica e interage com o mundo ao seu redor.

Em resumo, entender e respeitar o simbolismo e a influência dos planetas retrógrados em nossa vida é um passo crucial para uma vivência mais plena e consciente, abrindo espaço para crescimento e renovação pessoal.

Na Terra Adélia, fazemos a astrologia psicológica, onde o simbolismo é um aspecto fundamental para entender as dinâmicas internas e externas de nossas vidas. Venha descobrir como os movimentos planetários podem influenciar seu desenvolvimento pessoal e como você pode aproveitar esses períodos de reflexão para crescer e evoluir.

Subscreva a nossa loja E receba 10% desconto na primeira compra

Junte-se a nós para ficar por dentro das últimas novidades e ofertas especiais!